Compartilhar
Imagem: Blackberry

BlackBerry assinou um novo contrato com a Ford que irá integrar a plataforma QNX do BlackBerry dentro de alguns dos próximos veículos da Ford.

QNX serve como uma camada de middleware in-car em sistemas de infotainment incluindo Ford Sync 3, e é compatível com a Apple CarPlay e Android Auto. A plataforma tem uma forte inclinação em matéria de segurança e é considerada uma das jóias do BlackBerry, especialmente pelo os  pivôs da empresa de hardware para software.

Em uma coletiva de imprensa hoje, chefe da QNX John Wall do BlackBerry disse que o novo relacionamento com a Ford irá criar uma ligação directa entre as duas empresas e encurtar o tempo de resposta para os novos desenvolvimentos de software.

Hoje, em uma coletiva de imprensa, O chefe da QNX da Blackberry John Wall disse que o novo relacionamento com a Ford irá criar uma ligação direta entre as duas empresas e encurtar o tempo de resposta para os novos desenvolvimentos de software.

Especificamente, BlackBerry vai dedicar uma equipe para trabalhar com a Ford sobre como desenvolver a tecnologia QNX em seus veículos, incluindo QNX hypervisor, telemática, segurança e software de processamento de áudio. Wall salientou a pertinência de recursos de segurança do QNX, Relacionando aos recentes ataques de DDOS que derrubou boa parte da internet na semana passada.

“Os fabricantes e consumidores devem ser capazes de confiar que o software que controla seus veículos é seguro e que o software de sistemas de processamento e de segurança protegem contra malware ou software não autorizado de tomar mais de um veículo”, disse Wall. “O futuro do automóvel é tudo sobre segurança e inteligência embutida.”

BlackBerry não divulgou os termos exatos do novo acordo com a Ford, mas Wall disse que o negócio é puramente contratual.

BlackBerry disse que QNX  está sendo executado em mais de 60 milhões de veículos. BlackBerry adquiriu QNX em 2010 e a plataforma agora tem mais de 40 fabricantes de automóveis – como Acura, Audi, BMW, Chrysler, Ford, GM, Honda, Hyundai, Jaguar, Mercedes, Land Rover Range Rover, Porsche, Toyota e Volkswagen.

Fonte: Reuters

Compartilhar