O spinoff de Game of Thrones, House of the Dragon, foi forçada a adiar a produção devido a um surto de COVID-19. House of the Dragon está atualmente sendo filmado no Reino Unido, onde houve um surto de infecções por COVID-19 na “zona A”, uma área que inclui o elenco e a equipe do show.

De acordo com o relatório, “um membro da produção teve resultado positivo para o vírus, por isso, o mesmo estaria em distanciamento social, aguardando o prazo de quarentena. A produção será retomada na quarta-feira.” Portanto, não foi um revés desastroso – pelo menos até agora. Como qualquer coisa com o COVID-19, um pequeno problema pode se tornar um grande problema muito rapidamente.

A série marca apenas a mais recente produção britânica de alto nível que foi recentemente encerrada; A temporada 2 do Bridgerton da Netflix teve que interromper a produção devido ao COVID.

O spinoff se passa em 300 anos antes de Game of Thrones, durante o reinado da Casa Targaryen em Westeros. A queda da dinastia Targaryen formou o pano de fundo dos eventos de Game Thrones, tornando este um capítulo fundamental da saga de George R.R. Martin. House of the Dragon é o único spinoff de Game of Thrones a sobreviver; uma prequela sobre a antiga Westeros.

O criador de Game of Thrones, George R.R. Martin, co-criou a House of the Dragon com base em seu livro sobre os Targaryens, Fogo & Sangue. O veterano de Game of Thrones, Miguel Sapochnik, e o escritor Ryan Condal serão os co-apresentadores de House of the Dragon; o elenco do show inclui Olivia Cooke, Paddy Considine, Matt Smith, Emma D’Arcy, Steve Toussaint, Rhys Ifans, Eve Best, Sonoya Mizuno, Fabien Frankel, bem como as recentes adições Milly Alcock e Emily Carey.

O presidente de programação da HBO, Casey Bloys, anunciou o spinoff de Game of Thrones em 2019, dizendo: “Estamos ansiosos para explorar as origens da casa Targaryen e os primeiros dias de Westeros junto com Miguel, Ryan e George.”

O CEO da WarnerMedia, Ryan Kilar, exaltou a série, dizendo: “Estou tão animado devido ao mundo que existe em Westeros, sua ampla paisagem e os personagens”, disse Kilar. “Os Targaryen são tão loucos quanto podem. É literalmente a essência do bom drama.”

Via: Comicbook

Artigo anteriorLoki: diretora finalmente explica a influência dos teletubbies
Próximo artigoStranger Things: Netflix comemora 5 anos de aniversário