Início Medicina Impressoras 3D podem deixar você produzir suas próprias drogas

Impressoras 3D podem deixar você produzir suas próprias drogas

COMPARTILHAR

Você deve imaginar que a produção de drogas só acontece em grandes corporações farmacêuticas com milhões de dólares em equipamentos. No entanto, pesquisadores da Universidade de Glasgow revelaram um novo processo de construção de “reação”, ou pequenos reatores que podem produzir drogas, usando uma impressora 3D de US $ 2.000, de acordo com a Science. O novo processo permite que qualquer pessoa fabrique drogas, permitindo que os médicos nas nações em desenvolvimento produzam medicamentos rapidamente para reduzir os surtos, ou até mesmo permitir que você produza seu próprio ibuprofeno em casa.

O processo parece bastante simples, mas levou os pesquisadores quase seis anos para chegar a esse ponto. Usando a impressora 3D, o time criou várias embarcações de garrafas de água que podem realizar quatro reações químicas diferentes em 12 etapas, incluindo filtro e evaporação. Estas se tornam essencialmente fábricas de reação em miniatura, permitindo que farmacêuticos ou médicos criem medicamentos específicos, adicionando solventes e reagentes em momentos específicos do processo.

Os próprios produtos químicos poderiam manter “cartuchos autônomos, exigindo uma interação limitada do usuário para produzir os produtos desejados sob demanda”, as notas de papel (paywall). Uma grande parte do esquema são as receitas que dividem a fabricação em um fluxo de trabalho passo a passo que qualquer um pode seguir.

Usando a técnica, os pesquisadores criaram o baclofen relaxante muscular e também produziram drogas anticonvulsivantes e usando diferentes tipos de reação. O processo poderia ser ampliado para produzir muitos outros tipos diferentes de remédios.

É certamente possível comprar recipientes de reação, observam os pesquisadores, e fabricarem as drogas da mesma forma. No entanto, encomendar e enviar esses produtos pode levar um tempo precioso em regiões remotas ou pobres em caso de surtos ou outras emergências médicas. E seria completamente impossível nas missões da ISS ou da NASA para Marte, por exemplo. O uso de uma impressora 3D permitiria ao pessoal médico usar seus próprios reatores, e enquanto eles tivessem os produtos químicos necessários, eles poderiam fazer uma grande variedade de drogas.

Ainda há muitas coisas para resolver, como os regulamentos e o potencial de abuso de tais dispositivos para fazer drogas ilegais, mas os pesquisadores estão bastante entusiasmados com as idéias. “Poderia se tornar um papel importante, um documento realmente seminal”, disse o químico do Prêmio Nobel Fraser Stoddart (que não estava envolvido na pesquisa). “Este é um desses artigos que tem que fazer as pessoas se sentarem e tomar conhecimento”.

Loading...
COMPARTILHAR
Benvindo Garcia
Fundador do ColunaTech, Formado em ciência da computação aprecia tecnologia e inovação.”Gosto muito de tecnologia e tudo o que ela traz de melhorias em nossas vidas.”