Início Noticias iZettle inicia produção nacional do principal produto de seu portfólio

iZettle inicia produção nacional do principal produto de seu portfólio

Fintech sueca passa a produzir o Maquinão iZettle na Zona Franca de Manaus (AM), o que reduz em 33% o valor do produto para o consumidor brasileiro

COMPARTILHAR

São Paulo, 31 de julho de 2017 — A iZettle, fintech que está reinventando soluções de pagamentos e serviços financeiros, passa a produzir no Brasil o seu principal produto: o Maquinão iZettle, que realiza transações até 65% mais rápidas do que os dispositivos disponíveis no mercado internacional. Antes importada da Bulgária, a máquina de cartão com tecnologia própria passa a ser confeccionada na Zona Franca de Manaus (AM). A iniciativa da empresa já resultou na redução do valor do produto em 33% para o consumidor final no Brasil.

No Brasil desde agosto de 2013, a iZettle vem apresentando crescimento acelerado no mercado local, apesar do longo período de recessão econômica nacional, um caso concreto de fintech que está ajudando a transformar o mercado de pagamentos. Em janeiro deste ano, a iZettle recebeu aporte de 60 milhões de euros para suprir o crescimento da operação no mundo, inclusive no Brasil.

“Nosso objetivo é conquistar ainda mais produtividade e capilaridade no País. A previsão é que até o final deste ano, 100% das novas máquinas de cartão da iZettle sejam produzidas em território nacional com tecnologia de ponta da companhia, disponibilizando para o mercado um produto mais rápido e eficiente para quem precisa de mobilidade”, afirma Daniel Bergman, CEO da iZettle Brasil.

Mercado em alta

No primeiro semestre de 2017, o volume de transações com as máquinas de cartão da iZettle do Brasil cresceu 40% em comparação com o mesmo período do ano passado, acima da média do mercado que deverá fechar em torno de 7%, segundo as projeções da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços).

“Os bons resultados no País colocaram a unidade brasileira entre os três maiores mercados da iZettle no mundo, ao lado do Reino Unido e da Suécia. Hoje, a empresa está em 12 Países e conquista cerca de 1000 novos clientes por dia”, ressalta Bergman.

A iZettle e outros novos facilitadores de pagamentos estão ajudando a desbravar um mercado ainda incipiente no Brasil e que está abrindo as portas da indústria de pagamentos, principalmente para os 6,6 milhões de MEIs no Brasil. Porém, de acordo com o Sebrae, apenas 28% delas aceitam cartão. “O intuito é mostrar para o micro e pequeno empreendedor que a nossa proposta é inovadora, sem burocracia e acessível até mesmo àqueles que ainda não se formalizaram. Basta CPF, endereço e conta corrente ou poupança para se cadastrar, comprar a máquina e começar a aceitar cartão”, afirma o CEO da fintech.

Pioneirismo no mercado

A iZettle foi a primeira empresa a oferecer antecipação de recebíveis, inclusive das vendas parceladas, para toda a sua base de clientes no Brasil. “A empresa trouxe esta inovação para o País ao estudar o mercado local e perceber que o fluxo de caixa do microempreendedor brasileiro era fortemente comprometido pelo sistema de pagamento a crédito de 30 em 30 dias nas vendas no crédito à vista ou parceladas”, finaliza Daniel Bergman.

Sobre a iZettle

iZettle é a empresa que está reinventando soluções de pagamentos e serviços financeiros. Fundada em Estocolmo, em 2010, por Jacob de Geer e Magnus Nilsson, a fintech opera no Brasil desde 2013 e ajuda a impulsionar micro e pequenos negócios em 12 Países: Suécia, Finlândia, Dinamarca, Noruega, Reino Unido, Alemanha, Espanha, México, Holanda, França, Itália e Brasil. A empresa está em 21º lugar entre as 1.000 empresas que mais crescem na Europa de acordo com o recém-lançado ranking do jornal Financial Times. Está presente também no ranking das 15 melhores e mais inovadoras fintechs da Europa publicado pela revista Business Insider. Além disso, foi classificada como uma das empresas de Tecnologia da Informação mais inovadoras do mundo pelo Technology Pioneers 2015, publicado pelo Fórum Econômico. Em 2016, a iZettle foi finalista do prêmio ÉPOCA ReclameAQUI — As melhores empresas para o consumidor, na categoria de Meios de Pagamentos Eletrônicos.

Loading...
COMPARTILHAR