Início SpaceX SpaceX começará a testar banda larga via satélite de alta velocidade

SpaceX começará a testar banda larga via satélite de alta velocidade

COMPARTILHAR

Em 2015, o CEO da SpaceX, Elon Musk, anunciou que a empresa pretendia construir uma constelação de internet que consistisse em vários milhares de satélites na baixa órbita da Terra. Seria fornecido dados de banda larga de 1 gigabits por segundo para clientes de todo o mundo.

De acordo com Space Flight Insider, a SpaceX está planejando iniciar testes em órbita ainda este ano. As operações completas de lançamentos devem estar bem encaminhadas em 2019 até 2024.

Patricia Cooper, vice-presidente de Assuntos de Governo de Satélite da empresa, compartilhou com o Comitê do Senado dos Estados Unidos sobre Comércio, Ciência e Transporte, seus objetivos de se tornar um provedor de serviços de Internet de banda larga via satélite. Ela enfatizou seu desejo de desenvolver, produzir e operar uma constelação de cerca de 4.000 satélites.

“Estes fornecerão banda larga de alta velocidade, baixa latência e acessível às populações com baixa velocidade de internet, e sem internet, durante todo os Estados Unidos e no exterior,” disse.

GeekWire notou que a declaração de Cooper poderia ser o sinal de que a empresa está aumentando nos próximos meses, uma vez que se mescla com seus planos de expansão para suas instalações em Redmond, Washington. Enquanto a empresa de serviços de transporte espacial ainda está para fornecer os números de emprego de suas operações de Redmond, Elon Musk disse que a esse numero poderia subir até 1.000. No momento, o site listou mais de 60 posições abertas.

No final deste ano, a SpaceX verá o primeiro lançamento de um protótipo de satélite, que deverá ser seguido por um segundo lançamento no próximo ano, antes que a empresa lance oficialmente a campanha em 2018. Neste momento, no entanto, a constelação de satélites está mostrando baixa latência para o fluxo de dados, o que o tornou uma desvantagem significativa para a banda larga via satélite.

A SpaceX não é a única empresa a se arriscar a colocar satélites em órbita terrestre baixa. A OneWeb, uma empresa com apoio da Airbus, Virgin Galactic e outros, por exemplo, também pretendem começar a lançar satélites nos próximos dois anos.

Loading...