T-Mobile identifica problemas de usuários com o Private Relay

A T-Mobile disse na terça-feira que não bloqueou a transmissão privada do iCloud e que identificou o que estava fazendo com que alguns usuários do iPhone parecessem impedidos de usar o recurso. 

Durante a noite, nossa equipe identificou que, na versão 15.2 do iOS, algumas configurações do dispositivo padronizam o recurso sendo desativado. Nós compartilhamos isso com a Apple. Isso não é específico da T-Mobile. Novamente, porém, não bloqueamos amplamente o iCloud Private”, disse a empresa ao repórter da Bloomberg, Mark Gurman.

O iCloud Private Relay permite que os usuários ocultem os sites que visitam de terceiros, de acordo com um relatório do 9to5Mac. O Private Relay, semelhante a VPN, oculta sua atividade na Web de quaisquer fontes externas – incluindo Apple e sua operadora – e impede que alguém identifique você ou os sites que você acessa. Atualmente, está disponível por meio de uma assinatura do iCloud Plus.

O Private Relay ainda está em versão beta no iOS 15 e iPadOS 15 e não está ativado por padrão. Você precisa entrar nas configurações do seu iPhone para ativá-lo, que é onde alguns clientes da T-Mobile notaram pela primeira vez a mensagem acima aparecendo.

Em resposta a esse tweet, o usuário mostra o que acontece quando você clica no botão “Saiba mais” abaixo da mensagem inicial – lá, a Apple explica por que a T-Mobile pode estar bloqueando o recurso.

 “As redes que exigem a capacidade de auditar o tráfego ou realizar filtragem baseada em rede bloquearão o acesso ao Private Relay”, diz. “Seu provedor de celular pode estar fornecendo serviços baseados em rede, como Controles dos Pais, exigindo que eles visualizem o tráfego em sua rede.”

De acordo com o The T-Mo Report, o iCloud Private Relay entra em conflito com vários serviços da T-Mobile, mas esse não parece ser o caso aqui.

De acordo com o 9to5Mac, os usuários do iPhone na Europa foram os primeiros a perceber que o acesso ao recurso Private Relay não estava funcionando. T-Mobile, Vodafone e Telefonica adicionaram seus nomes a uma carta aberta publicada no The Telegraph que critica o recurso.

 As operadoras argumentam que a Private Relayprejudicará outros a inovar e competir nos mercados digitais downstream e pode afetar negativamente a capacidade das operadoras de gerenciar com eficiência as redes de telecomunicações”.

Via: TheVerge

Artigo anteriorOs Beats Fit Pro estão chegando a muitos outros países
Próximo artigoLançamento do Exynos 2200 é adiado
Joice Zacarias
Editora no Coluna Tech é formado em Edificações, Interessada em tecnologia, Principalmente em games e gadgets.