Início Aplicativos O tribunal superior da Europa vai ouvir o caso da Uber com...

O tribunal superior da Europa vai ouvir o caso da Uber com grandes implicações no comércio digital

COMPARTILHAR

Uber pode ser um dos serviços de compartilhamento de cargas mais conhecidos lá fora, mas a empresa precisará convencer o tribunal superior da Europa de que é um serviço digital, não uma empresa de transporte, de acordo com a Reuters.

O problema originou-se de um caso de 2014, durante o qual o principal operador de táxi de Barcelona acusou a Uber de criar um ambiente competitivo que era prejudicial para as companhias regulares de táxi.

Ao contrário da Uber, essas empresas devem aderir aos regulamentos locais de licenciamento e segurança, uma vez que são classificadas como empresas de transporte. Uma vez que o serviço não é atualmente classificada como uma empresa de transporte, não tem de respeitar estes regulamentos, dando à empresa relativamente mais flexibilidade.

Uber acredita-se ser uma plataforma digital que conecta os condutores com passageiros, embora isso não impede o operador de táxi de acusar o seriviço de executar um serviço de táxi ilegal. Em um esforço para buscar alguma orientação, o juiz espanhol que supervisiona o caso foi para o Tribunal de Justiça da União Européia, que vai ouvir o argumento de Uber de que é um serviço digital, não uma empresa de transporte.

O caso não é apenas isolado para a Espanha, no entanto – os membros da UE estão divididos quanto a apoiar ou restringir o serviço. Os Países Baixos, a Finlândia, a Polônia, a Grécia e a Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA) parecem manifestar o seu apoio à posição de Uber, enquanto a Espanha, a Irlanda e a França consideram a Uber uma empresa de transportes.

Mesmo a UE tem uma participação no caso, uma vez que a Europa ficaria atrás dos EUA e da Ásia em termos de comércio eletrônico, com a UE afirmando publicamente que pretende alterar isso.

Se os lados do tribunal com Uber, a UE fará progressos significativos para esse objetivo, mas terá algumas empresas de táxi altamente insatisfeitas em suas mãos. Se o tribunal não faz lado com Uber, no entanto, a decisão estabeleceu um precedente aplicável aos serviços da Airbnb e outros.

Os argumentos das partes serão ouvidos por 15 juízes esta semana, com uma decisão prevista em algum momento no futuro próximo.

Fonte: Reuters

Loading...
COMPARTILHAR