Twitter contrata escritório de advocacia para processar Elon Musk

Nesta sexta-feira, Elon Musk anunciou que está saindo do acordo com o Twitter, mas isso não significa que acabou. A Reuters relata que o Twitter contratou o escritório de advocacia Wachtell, Lipton, Rosen & Katz LLP, pois pretende processar Musk e forçá-lo a fechar a aquisição de US$ 44 bilhões.

O fato é que assinou um acordo juridicamente vinculativo em abril, segundo o qual ele é obrigado a adquirir a empresa por US$ 54,20 por ação (com esse acordo, ele também renunciou ao direito de due diligence).

No entanto, Musk logo se assustou e anunciou em maio que o acordo estava suspenso. Isso foi para que ele pudesse investigar as alegações do Twitter de que não mais de 5% dos “usuários ativos diários monetizáveis” são bots. Musk acredita que o número real é muito maior e que o Twitter impediu que ele e sua equipe investigassem, violando várias disposições do contrato. 

Twitter contrata escritório de advocacia enquanto se prepara para processar Elon Musk

Espera-se que o Twitter entre com o processo nesta semana, de acordo com a Bloomberg, que cita vários insiders.

Curiosamente, Wachtell trabalhou anteriormente para Musk como consultor jurídico em 2018, quando tentou tornar a Tesla privada (o infame incidente de “financiamento garantido”). Musk contratou Quinn Emanuel Urquhart & Sullivan LLP, que anteriormente o defendeu do processo de difamação resultante contra ele em 2019 (e eles venceram).

Via: GSMArena 

Artigo anteriorWhatsApp permitirá que usuários reajam com qualquer emoji
Próximo artigoNetflix: Experiência de áudio espacial começando por Stranger Things e The Witcher
Joice Zacarias
Editora no Coluna Tech é formado em Edificações, Interessada em tecnologia, Principalmente em games e gadgets.