Início Destaques Microsoft se junta ao projeto OpenAI de Elon Musk

Microsoft se junta ao projeto OpenAI de Elon Musk

COMPARTILHAR

OpenAI, a pesquisa de inteligência artificial sem fins lucrativos apoiada por Elon Musk da Tesla, Sam Altman da Y Combinator, um fã de Donald Trump chamado Peter Thiel e inúmeras outras personalidades da tecnologia, estão se associando à Microsoft para enfrentar o próximo conjunto de desafios.

A OpenAI também fará do Microsoft Azure sua plataforma de nuvem preferida, em parte por causa do suporte existente para cargas de trabalho do AI com a ajuda do Azure Batch e do Azure Machine Learning, bem como o trabalho da Microsoft em seu recentemente recriado Cognitive Toolkit. A Microsoft também oferece aos desenvolvedores acesso a uma máquina virtual GPU centrada em alta potência para esse tipo de carga de trabalho de aprendizagem de máquinas. Estas máquinas da Série N ainda estão em versão beta, mas a OpenAI tem sido uma das primeiras a adotá-las e a Microsoft diz que elas estarão disponíveis em dezembro.

A Amazon já oferece um tipo semelhante de máquina virtual focada em GPU, embora curiosamente, o Google tem ficado para trás e – pelo menos por enquanto – não oferece este tipo de tipo de máquina ainda.

“Através dessa parceria, a Microsoft e a OpenAI irão avançar com seu objetivo mútuo de democratizar a AI, para que todos possam se beneficiar”, disse um porta-voz da Microsoft quando pedi detalhes sobre a parceria. “Os pesquisadores da Microsoft se associarão com pesquisadores da OpenAI para avançar o estado da AI e OpenAI usará o Microsoft Azure e o hardware da série N da Microsoft para sua futura pesquisa e desenvolvimento e explorará ferramentas como o Cognitive Toolkit da Microsoft para suas pesquisas”. A Microsoft não quis comentar se há algum componente monetário para a parceria.

Além da parceria OpenAI, a Microsoft também lançou hoje o Azure Bot Service, um novo serviço que permitirá aos desenvolvedores hospedar seus bots no Azure com mais facilidade e economia. O serviço fica em cima da ferramenta “sem servidor” Azure Funções e Microsoft Bot Framework. Usando Azure Funções garante que você só paga quando seu bot estiver realmente sendo usado.

Fonte: Techcrunch

Loading...
COMPARTILHAR