Não dá para negar a forte conexão entre a tecnologia e Marketing. Não é à toa, por exemplo, que vemos empresas da área da publicidade cada vez mais tecnológicas e com cada vez mais know-how técnico para atuar no segmento. Um exemplo é a Chili, agência de Marketing Digital que é uma das mais avançadas em termos de tecnologia por sua especialidade em SEO.

No entanto, muitas pessoas ainda não compreendem adequadamente qual é o poder exato da ligação entre tecnologia e marketing. Para eles, seja por causa de serem muitos novos na área, seja por serem de um tempo em que a conexão não era tão forte assim, os dois assuntos não se misturam. No entanto, entender que eles não só se misturam, como trazem resultados acima da média, é vital para a sua estratégia publicitária dar certo no curto, médio e longo prazo.

Entenda qual o poder da união entre tecnologia e marketing com alguns exemplos interessantes a seguir!

4 elementos que mostram o poder da união de tecnologia e marketing

1. O tráfego orgânico via Google

O Google é um dos maiores exemplos de como a tecnologia e o marketing trabalham em conjunto para facilitar o fechamento de vendas por empresas de todos os tipos, tamanhos e segmentos.

O buscador, hoje, acumula mais de 100 bilhões de pesquisas mensais e, para organizar tudo isso, usa alguns dos algoritmos mais avançados do mundo atualmente. A ideia desses sistemas é varrer a internet e compreender os conteúdos postados para entregar aos usuários aqueles que são mais relevantes para a busca que eles fizeram.

Esse processo é tão tecnologicamente rico que gerou dezenas de recursos, ferramentas, profissões, estratégias e teorias sobre como conseguir se posicionar no Google com maior destaque. Para muitas empresas, aparecer na primeira página do buscador é ter um faturamento 10 ou 20% maior ou menor.

No momento, os profissionais de Marketing que mais trabalham com tecnologia são justamente os focados em SEO e na gestão de posicionamento dos sites e estratégias no Google.

2. A segmentação avançada de anúncios nas redes sociais

Os anúncios pagos são muito usados no Marketing atualmente. Eles permitem que empresas de todos os tipos e tamanhos exibam suas mensagens publicitárias em ferramentas como o Facebook e o Instagram.

No entanto, o foco principal dessas ferramentas é o uso de segmentação para que os anúncios sejam exibidos exclusivamente para o público que tem mais interesse e probabilidade de comprar o produto ou serviço anunciado.

A ideia é evitar mostrar a mensagem para quem não tem interesse e, assim, economizar muito com o investimento publicitário. Isso é possível porque cada pessoa vê um anúncio individualizado e, portanto, as redes sociais podem gerenciar quem vê o que com base em seus interesses.

Para conseguir isso, são usados algoritmos muito avançados que “lêem” as interações das pessoas e entendem seus interesses, inclusive com o uso de cookies para monitorar os sites visitados.

A ferramenta é tão avançada que, inclusive, o Facebook já sabe como criar “clones” das pessoas para encontrar outros parecidos com base nos interesses e permitir que as empresas possam ser mais eficazes em seus anúncios.

3. A automatização de estratégias

Hoje em dia, muitas estratégias de marketing são totalmente automatizadas, usando ferramentas em nuvem e programação para funcionar (e trazer mais vendas). Experimente entrar em uma grande loja virtual, ver um produto e depois entrar nas redes sociais. Você imediatamente verá anúncios desse produto na loja escolhida. Isso é um processo automatizado chamado “retargeting”, focado em tentar converter oportunidades que foram “perdidas”.

Além do retargeting, existem muitas outras estratégias automatizadas de marketing no mercado atual, incluindo fluxo de nutrição de leads e muito mais.

4. Chatbot para atendimento

Por fim, vale lembrar que Marketing não é só vender, mas toda a interação com os clientes. Nesse ponto, entram em cenas os chatbots, ferramentas de Inteligência Artificial limitada que interagem automaticamente com os usuários, respondendo dúvidas e lidando com solicitações de atendimento de todos os tipos.

Os chatbots estão tão avançados atualmente que respondem a 78% de todas as solicitações de atendimento, em média. Isso poupa muitos recursos no atendimento humano e permite que a empresa possa focar seus recursos em outras áreas.

Um exemplo de tecnologia avançada usada em chatbot é a possibilidade de entender mensagens de áudio com ferramentas de transcrição. Assim, o atendimento fica mais fluido e com maior qualidade.

Deu para ver como a tecnologia e marketing trabalham juntos atualmente, não é? Esses dois conceitos são muito fortes e, aos poucos, prometem revolucionar a maneira como a comunicação de empresas é realizada. A ideia é que a junção cada vez mais intensa de soluções tecnológicas com produtos de marketing aumente a eficácia dessas ações e traga mais vendas.

Gostou do conteúdo? Então comente abaixo com mais exemplos do uso da tecnologia e marketing juntos!

Artigo anteriorApple Watch Series 7: tela maior e um corpo mais durável
Próximo artigoTsurune: animação de Kyoto retorna com novo trailer