Início Carros Volkswagen admite, que carros da Audi também possuem emissões de software distorcidos

Volkswagen admite, que carros da Audi também possuem emissões de software distorcidos

COMPARTILHAR

A Volkswagen confirmou que alguns carros  da Audi estão equipados com software que pode distorcer os resultados de testes de emissões de dióxido de carbono, conforme autoridades da Europa e dos EUA abrem investigações sobre a montadora alemã. Como relata a Reuters, o software instalado na transmissão automática  de Audis permite que os carros se comportem de forma diferente durante o teste, resultando em resultados de teste de emissões imprecisas.

O jornal alemão Bild am Sonntag informou na semana passada que a California Air Resources Board descobriu o software em um antigo modelo Audi durante o verão, acrescentando que a tecnologia tinha sido usada em outros carros a diesel e a gasolina na Europa. Citando um documento confidencial, Sueddeutsche Zeitung relatou durante o fim de semana que o software de transmissão automática iria detectar condições de teste (com base nos movimentos do volante) e ajustar o desempenho de um carro para emitir menos CO2 e óxidos nítricos. O carro funcionaria a pleno desempenho durante a condução rodoviária, resultando em maiores emissões no mundo real.

“RESULTADOS INCORRETOS E NÃO REPRODUZÍVEIS”

“Os programas de mudanças adaptativas podem levar a resultados incorretos e não reproduzíveis” durante o teste de emissões, disse a VW em um e-mail à Reuters no domingo, respondendo ao relatório de Sueddeutsche Zeitung. A empresa acrescentou que a Audi “disponibilizou informações técnicas” sobre o software, conhecido como programas de mudança adaptativa, para a Autoridade Federal de Veículos Automotores da Alemanha, a KBA, que está investigando o assunto.

A Volkswagen foi envolvida em um escândalo de emissões contínuas de emissões depois de ter admitido no ano passado a instalação dos chamados “dispositivos de derrota” em 11 milhões de carros a diesel. O software distorceu os testes de emissões de óxidos de nitrogênio, que causam problemas de saúde e contribuem para o aquecimento global, e foi instalado em modelos a diesel da Volkswagen, Audi e Porsche. O recém-descoberto software distorceu os testes de CO2, que é a principal causa do aquecimento global.

A Volkswagen não identificou os modelos da Audi que são afetados pelo software, mas o Wall Street Journal informou no fim de semana que foi instalado em “sedans e veículos utilitários esportivos”, incluindo carros a diesel e gasolina. A montadora disse ao jornal que a Agência de Proteção Ambiental (EPA) tem conhecimento do software desde julho, depois que a agência descobriu isso durante os testes.

Fonte: Reuters

Loading...
COMPARTILHAR